Com o crescimento do acesso à internet através de equipamentos que até há poucos anos atrás era para muitos impensável, casos dos smartphones e tablets, contribuiu para um decréscimo significativo do sucesso de edições impressas de jornais e revistas.

Em grande parte, poderemos apontar o dedo aos anunciantes. Estes, como seria de esperar, empenham-se em seguir os seus mercados e consumidores, por isso apostam cada vez mais num universo amplo como o da internet, cujos preços são cada vez mais atractivos.

E nesta perspectiva entra a revista semanal mundialmente conhecida, Newsweek.
A primeira publicação impressa que dará o passo para o formato 100% digital.
A revista semanal de notícias americana publicará sua última edição em papel a 31 de Dezembro e irá adoptar o formato completamente digital a partir de 1 de Janeiro de 2013.
Esta transformação implicará reduções de pessoal, será chamada “Newsweek Global” e será uma edição única, indicada para “uma audiência que quer estar informada sobre os acontecimentos mundiais num contexto sofisticado“.

Sendo esta a primeira a dar o exemplo, será este o início do fim das publicações impressas?
O desafio de chegar a um mercado cada vez mais informado, fez disparar nos últimos anos o desenvolvimento tecnológico, que neste momento tem respostas à medida para contribuir para o crescimento sustentável de publicações digitais.
Iremos assistir nos próximos tempos a uma procura de soluções que certamente dará destaque ao formato digital, como o futuro standard da indústria.